sábado, outubro 26

A Gravidade é Coisa de Louco

Por Jessica C.S às sábado, outubro 26, 2013

Desde pequena estou acostumada a ouvir dos meus parentes que nasci com dois pés esquerdos, esse tema já rendeu muitas boas risadas para a minha família e só agora parando para pensar percebi que não é minha culpa e sim da gravidade que me ama.

Nunca fui muito boa com equilíbrio, já estou acostumada a andar cheia de hematomas por causa dos meus tombos. Hoje mesmo cai no corredor daqui de casa, mas estava escuro e eu não vi onde estava pisando, portanto não tive culpa. Teve aquela vez em que eu estava indo para a casa da minha bisavó e escorreguei na areia durante uma descida, outra vez eu não tive culpa.  Durante o temporal aquela noite voltando para casa quando meus óculos caíram e eu fui pegar e tropecei no galho também não foi minha culpa, foi culpa do galho e do temporal. Ah, quase me esqueci daquela única vez na padaria em que foi minha culpa, mas só em parte, quando abaixei para pegar o leite que tinha caído a minha bolsa que estava pesada me “puxou” pro chão. Pensando bem não foi minha culpa e sim da gravidade que insiste em me derrubar quando eu estou parada sem fazer nada.

Viu só? Sou completamente inocente e não tenho culpa nenhuma do que acontece comigo! A gravidade apenas me ama demais..

Beijos (:

4 comentários e opiniões ::

Tamara Teixeira on 18 de novembro de 2013 20:17 disse...

Adorei haha, também sou um ''pouquinho'' desastrada, sabe? Mas são coisas que acontecem, é a gravidade que ama eu demais como você disse kkkk

Sweet Teen

Camila on 18 de novembro de 2013 22:36 disse...

Eu vivo com roxos no chão rs texto bem legal de ler :)

Evelyn on 20 de novembro de 2013 16:58 disse...

kkkkkkkkkkkk isso ai , foi tudo culpa da gravidade :)

http://amoresepipoca.blogspot.com.br/

Giulia Pessoz on 20 de novembro de 2013 17:34 disse...

Hahaha, adorei o texto! Pois é, a gravidade que me ama demais, hahahah! <3

Beijos e fique com Deus!
Batom De Framboesa.

Postar um comentário

- Deixe a URL do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.
- Comente algo que tenha a ver com o post, ao contrário, não retribuirei.
- Leia realmente o post. Também não retribuirei comentários como: "Legal!" "Amei!" "Adorei!"

Sua opinião é muito importante!
Obrigada!
Beijos!

 

Oi, Leãozinho Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos